Três leis de ordem arquitetônica são obtidos, por analogia, a partir de princípios fundamentais da Física. Elas são aplicáveis tanto às estruturas naturais como àquelas criadas pelo homem. Elas foram utilizadas para construir edifícios que satisfizeram o conforto emocional e de beleza nos maiores prédios históricos do mundo. Estas leis estão de acordo com a Arquitetura clássica, bizantina, gótica, islâmica, oriental e Art-Nouveau, mas não de acordo com as formas arquitetônicas modernistas dos últimos 60 anos. Aparentemente, a Arquitetura modernista do século XX contradiz intencionalmente todas as outras formas arquitetônicas a partir da negação da ordem estrutural.